Começa hoje 2ª etapa da campanha de vacinação contra o sarampo, em Goiânia

Começa hoje 2ª etapa da campanha de vacinação contra o sarampo, em Goiânia

Esta etapa é voltada para o público de 20 a 29 anos. Até o momento, cinco mortes já foram confirmadas em decorrência da doença em Goiás.

 

A segunda etapa da Campanha de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (18/11), em Goiânia. Para esta fase foram disponibilizadas 25 mil doses, para atender o público-alvo de 20 a 29 anos.

De acordo com a  superintendente de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, os jovens que receberam a dose não estão o esquema de vacinação completo. “Nesta etapa o público-alvo são pessoas de 20 a 29 anos que não estão com o esquema de vacinação completo, ou seja, que não receberam as duas doses necessárias ou não tem o registro da vacina”, disse em coletiva de imprensa.

A vacinação deste público vai durar duas semanas, sendo encerrada no dia 30 de novembro, quando ocorre o chamado ‘Dia D’. Apesar desta fase estar focada no público jovem, quem tiver idade entre seis meses e 49 anos e está com o cartão de vacina desatualizado, poderá também receber a dose.

Em Goiânia, 71 salas de vacina estão distribuídas em todas as regiões. O horário de segunda a sexta-feira das 8 às 17h, sem interrupções. Para quem vai fazer a vacinação no  fim de semana pode comparecer nas unidades do Centro Municipal de Vacinação no setor Pedro Ludovico ou no Cais Campinas, que funcionam de segunda a domingo das 8 às 17 horas.

A vacinação preventiva ocorre em decorrência do aumento de casos da doença no país e conforme a pasta, o público-alvo da campanha também é mais suscetível a casos graves e óbitos. Em 11 estados há registro da doença, sendo São Paulo em primeiro lugar, Rio de Janeiro vem logo atrás, seguido por Pernambuco.

Em Goiás, 5 mortes pela doença já foram confirmadas, sendo três em Goiânia, onde aconteceu o primeiro diagnóstico de sarampo aconteceu em Goiânia, sendo de um homem, de 45 anos, não vacinado, com história de viagem à São Paulo, onde há mais casos da doença. Os outros casos aconteceram em Posse e em Alto Paraíso. Além disso, outras 45 estão em investigação e 120 já foram descartadas.

 

Artigos relacionados